Colesterol e Triglicérides

O que é o colesterol? É uma substância gordurosa presente em todas as células do nosso corpo humano. Ele é essencial para a formação de membranas das nossas células, para a síntese de hormônios como a testosterona, estrogênio, cortisol e outros, para a produção de bile, para a digestão de alimentos gordurosos, para a formação da mielina ( bainha que cobre as células nervosas), para a metabolização de algumas vitaminas A,D,E,K, etc. O colesterol pode ser endógeno,produzido pelo próprio organismo, principalmente o fígado, ou exógeno, aquele produzido pelos alimentos.
Tipos de Colesterol – Por ser uma substância gordurosa, o colesterol não se dissolve no sangue, havendo necessidade de uma substância que o leve para as diversas partes do organismo: são as chamadas lipoproteínas, produzidas no fígado:
• HDL – High-density lipoprotein – Lipoproteína de alta densidade conhecida como o colesterol bom;
• LDL – Low-density lipoprotein – Lipoproteína de baixa densidade conhecida como o colesterol ruim ou mau;
• VLDL – Very low density liproprotein – Lipoproteína de densidade muito baixa. É um colesterol muito ruim e serve como carreador de de HDL, LDL e Triglicérides.
Fatores de Risco – a) Sexo e idade ( na menopausa aumenta o LDL e diminui o HDL); b) História familiar; c) Obesidade: d) Sedentarismo; e) Tabagismo: f) Diabetes: g) Alimentação; h) Alcoolismo.
Sintomas – Taxas de colesterol elevadas não possuem sintomas. Os sintomas podem ser cardiovasculares pelo depósito de colesterol nos vasos.
Diagnóstico Laboratorial: Colesterol total desejável: abaixo de 200mg/dl; Máximo: entre 200 – 238mg/dl; Alto: acima de 240mg/dl; Muito alto: 500mg/dl ou mais. Colesterol LDL ( o ruim): ótimo: abaixo de 100mg/dl; Desejável: 100 a 129mg/dl; Máximo: 130 a 159mg/dl; Alto: 160 a 189mg/dl; Muito alto: 190mg/dl ou mais. Colesterol HDL (o bom ): Ótimo: acima de 60mg/dl; Baixo: abaixo de 40mg/dl.
Tratamento de colesterol alto – Dieta importante, ingerindo pouca gordura ( principalmente saturada), frutas, vegetais, legumes, exercícios físicos, não fumar, não ingerir bebidas alcoólicas, fibras, peixe grelhados, maçãs, peras, mamão, laranja, limão, não ingerir gema de ovo, pães integrais, etc. Medicamentos somente com autorização médica. Alimentos ricos em colesterol – bacon, chantilly, ovos de peixe, biscoitos amanteigados, peles de aves, camarão, carnes vermelhas, queijo cremoso, gemas de ovo, sorvetes cremosos, lagostas, vísceras, etc. Alimentos que reduz o colesterol – aipo, couve de bruxelas, bagaço de laranja, ameixa preta, couve flor, mamão, amora, damasco, mandioca, aveia, maçã, ervilha, pera, cenoura, farelo de trigo, chás preto, verde, suco de beterraba, cenoura, etc.
Triglicérides
São as formas de gordura mais comum no nosso corpo, sendo usados para fornecer energia para o nosso organismo. Quando a quantidade está aumentada, eles são armazenados nos tecidos adiposos ( tecidos gordurosos) para o caso de serem necessário no futuro. As gorduras do quadril, da barriga, das nádegas, etc. são triglicérides. O nosso corpo adquire os triglicérides de forma endógena, produzidos pelo fígado e de forma exógena, através dos alimentos como massas, pães, carnes, doces, etc. A sua circulação no sangue é feito pela lipoproteína VLDL. Valores Laboratoriais – Normal – Abaixo de 150mg/dL. Moderado – Entre 150 e 199mg/dL; Alto – 200 a 499mg/dL; Muito alto- Igual ou superior a 500mg/dL.
Causas do aumento de triglicérides : a) Obesidade; b) Diabetes; c) Hipotireoidismo; d) Insuficiência renal crônica; e) Dieta hipercalórica e certas doenças; f) Consumo excessivo de álcool e tabaco; g)Gravidez; g) Alimentos como frutos do mar, peles de aves, carne gordurosa, embutidos industriais, manteiga, banha de porco, laticínios (leite integral, queijo amarelado, etc.); h) Certos medicamentos como tamoxifeno, corticóides, betabloqueadores, anabolizantes ,diuréticos, ciclosporina, antiretrovirais, isotretinoína ( Reacutam) além de fatores genéticos. Ingerir moderamente – Refrigerantes de qualquer natureza, bebidas ricas em açúcar, doces, chocolates, pães, biscoitos, massas, batata, sorvetes, pizzas, bolos, tortas, leite integral, frituras, queijos cremosos, etc. Sintomas – Assim como o colesterol, o aumento de triglicérides não apresenta clínica em si, podendo ser diagnosticado com as complicações cardiovasculares, esteatose hepática ( gordura no fígado). xantomas próximo aos olhos. Tratamento – Além dos exercícios físicos, perder peso, muita cautela com carnes gordurosas, diminuir doces e massas, tratar a doença base, dietas ricas em fibras como trigo, arroz integral, aveia, milho, amêndoas, quinoá, peixes ricos em ômega 3 como salmão, sardinha, cavala e atum, verduras ( folhas verde como espinafre, brócolis, rúculas, acelgas) frutas como laranja, limão, tangerina. lima e maçã com casca. Com orientação médica, há inúmeros medicamentos no mercado (os chamados fibratos ) que auxiliam na redução dos triglicérides.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s