Vamos desperdiçar menos alimentos!

Segundo estatística, o Brasil está incluído entre os dez países que mais desperdiçam alimentos no mundo. Todos os anos 1,3 bilhões de toneladas de alimentos são desperdiçadas ou perdidas em todo o mundo e na cadeia produtiva como campo, indústria, varejo, consumidor, ou seja, cerca de 1/3 daquilo que produzimos, acabam sendo jogadas na lata de lixo. No Brasil, só em 2016, os supermercados perderam em faturamento R$ 7,11 bilhões em alimentos descartados de acordo com a Associação Brasileira de Supermercados. Anualmente o país descarta cerca de 41 mil toneladas de alimentos, o que o coloca nos primeiros lugares do ranking de países que desperdiçam alimentos. Entre os produtos frutas, hortaliças. raízes e tubérculos, são os mais descartados (45%), quase metade do que é colhido é jogado fora, segundo dados da FAO – Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação. Entre os cereais o desperdício é de 30%. Entre os pescados, carne de gado e produtos lácteos, o descarte chega a 20%. Mas por que desperdiçamos tantos alimentos assim? O desperdício passa por todos os pontos da cadeia, desde a sua produção, distribuição até a mesa do consumidor. No Brasil, a logística de armazenamento e transportes acarretam grandes prejuízos para os produtores e elevação dos preços para o mercado consumidor. Mato Grosso, por exemplo, é o maior produtor de grãos do Brasil e não tem capacidade de armazenamento e nem de transportes por não ter uma boa malha viária. e ainda tem o problema de portos, porque quanto mais distantes dos portos e das industrias de processamentos, maior o desperdício. O consumidor também é muito exigente porque ele rejeita, muitas vezes, uma fruta ou legume com pequenos defeitos, mas que poderia ser consumido sem problema. São desperdiçados também valores, culturais, sociais e ambientais. Utilizamos água, terra, energia, logística, trabalho, diversos recursos que são jogados fora. No Brasil temos cerca de 7,2 milhões de pessoas que são afetadas pela fome. Em países desenvolvidos, os alimentos desperdiçados poderiam alimentar 200 milhões de pessoas. O que fazer para mudar esse estado de coisas? Conscientização dos consumidores, das indústrias produtoras, do comércio, dos produtores rurais, dos armazenamentos, da rede de transportes, governos, enfim uma união de todos, com responsabilidades, conhecendo muito bem o que representa o desperdício de alimentos para uma nação. Lamentavelmente, não temos até hoje, uma política de governos sobre a redução dos desperdício de alimentos.

Coisas do Cotidiano

• E os buracos voltaram. A rodovia Nova Esperança/Distrito de Barão de Lucena, também chamada de Júlio Zacharias, em conseqüência das chuvas e o grande movimento de veículos pesados, está com o seu leito com vários buracos, lembrando o seu passado não muito distante. Com a palavra as autoridades responsáveis para as devidas providências imediatas antes que o trecho vire um carreador intransitável;
• Jornalista da Globo, Chico Pinheiro, gravou um vídeo elogiando Lula e criticando a sua prisão. O vídeo viralizou e rapidinho foi retirado da rede;
• Decisão chata da diretoria do Palmeiras em boicotar a festa do término do Campeonato Paulista 2018. Atletas como Jaílson, Borja que seriam premiados acabaram sendo penalizados, além de desprestigiar os co-irmãos. Esse tipo de coisa acontece porque os dirigentes de nosso futebol costumam aceitar tudo aquilo que é imposto de cima para baixo. Depois, vem a choradeira. O árbitro de vídeo é imprescindível no atual momento do futebol, principalmente em decisões. O Corinthians mereceu o título pela garra com que disputa os jogos e foi o que faltou ao Palmeiras na final. Em São Paulo há um bar chamado Bar do Biu, na Vila Madalena, ponto de encontro de nordestinos e corintianos, os frequentadores gritavam: Olê, Olá, Lula, Lula. Este título é pra você Lula! Quanto ao meu Coritiba, já estava escrito que perderia o titulo para o Atlético por não ter time. E se não contratar jogadores, poderá cair para a terceira divisão do brasileirão;
• Delegados da Polícia Federal não querem o ex presidente Lula preso nas dependências daquela corporação, em Curitiba, determinada pelo juiz Sérgio Moro. Alegam que o local é privativo da Polícia Federal. Quando era presidente, Lula construiu o prédio da Polícia Federal em Curitiba e colocou a polícia para trabalhar, pois antes, a PF só cuidava dos crimes de colarinho branco. Aliás, muita gente nem sabia a função da Polícia Federal;
• Michel Temer está com 72% de reprovação pelos brasileiros. E o homem ainda quer ser candidato;

Sérgio Moro disse: aumento das instâncias não elimina a possibilidade de erro!
O juiz Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, operação esta que atua nos crimes de corrupção entre políticos e empresários, nos mesmos moldes da Operação Mãos Limpas da Itália na década de 1990, seguindo até o mesmo princípio do promotor titular daquela operação, Antonio Di Pietro, vem defendendo a tese de que “o aumento das instâncias não elimina a possibilidade de erro”. ” O risco de erro Judicial não pode servir como justificativa para condicionar a prisão de condenados ao julgamento de todos os recursos nas quatro instâncias do Judiciário”. O que se tem questionado muito nessa posição de Moro é que existe na Constituição e nos Códigos que o cidadão tem direito a todas as instâncias antes de sua condenação final ou preso. Foi o que não aconteceu com Lula, cuja a prisão, Moro decretou em 22 minutos, depois da decisão polêmica do STJ, não observando os demais recursos.

Afinal, o que é a febre?
É um dos sinais clínicos mais comuns do ser humano e se caracteriza por elevação acima da média da temperatura do corpo humano. Sempre que se fala em febre, logo se pensa em infecção. mas podendo ocorrer em outras situações como exercícios físicos, excesso de roupa, ambiente, tumores, medicamentos, doenças autoimunes, ovulação, etc. A temperatura normal do corpo humano está entre 36ºC e 37,5ºC podendo variar ao longo do dia, sendo de manha entorno de 36 e a tarde entorno de 37,5. É o chamado ciclo circadiano. A temperatura basal pode variar de pessoa para pessoa, sem que ela esteja com alguma doença. Vale a pena relatar que a temperatura do corpo é controlada pelo hipotálamo ( região cerebral, próximo as regiões temporais ), e por esse motivo, os termômetros de ouvido são considerados os mais

Sérgio Moro disse: aumento das instâncias não elimina a possibilidade de erro!

O juiz Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, operação esta que atua nos crimes de corrupção entre políticos e empresários, nos mesmos moldes da Operação Mãos Limpas da Itália na década de 1990, seguindo até o mesmo princípio do promotor titular daquela operação, Antonio Di Pietro, vem defendendo a tese de que “o aumento das instâncias não elimina a possibilidade de erro”. ” O risco de erro Judicial não pode servir como justificativa para condicionar a prisão de condenados ao julgamento de todos os recursos nas quatro instâncias do Judiciário”. O que se tem questionado muito nessa posição de Moro é que existe na Constituição e nos Códigos que o cidadão tem direito a todas as instâncias antes de sua condenação final ou preso. Foi o que não aconteceu com Lula, cuja a prisão, Moro decretou em 22 minutos, depois da decisão polêmica do STJ, não observando os demais recursos.

Afinal, o que é a febre?

É um dos sinais clínicos mais comuns do ser humano e se caracteriza por elevação acima da média da temperatura do corpo humano. Sempre que se fala em febre, logo se pensa em infecção. mas podendo ocorrer em outras situações como exercícios físicos, excesso de roupa, ambiente, tumores, medicamentos, doenças autoimunes, ovulação, etc. A temperatura normal do corpo humano está entre 36ºC e 37,5ºC podendo variar ao longo do dia, sendo de manha entorno de 36 e a tarde entorno de 37,5. É o chamado ciclo circadiano. A temperatura basal pode variar de pessoa para pessoa, sem que ela esteja com alguma doença. Vale a pena relatar que a temperatura do corpo é controlada pelo hipotálamo ( região cerebral, próximo as regiões temporais ), e por esse motivo, os termômetros de ouvido são considerados os mais eficazes para a aferição de temperaturas. Temperatura axilar – até 37,2; temperatura bucal até 37,5; temperatura timpânica ( ouvido ) até 37,5 e a temperatura retal cujo o normal é até 38. O estado subfebril ou febrícula compreende as temperaturas entre 37,2 e 37,8 que pode ser um estado não infeccioso ou sem significado clínico. Existe febre interna? Na realidade toda a febre é interna pois se eleva no centro de nosso corpo e por transmissão chega a nossa pele. Portanto, se existir temperatura, oo termômetro captará. Cada individuo tem a sua média habitual ou setpoint de temperatura.

Como surge a febre?
A temperatura de nosso corpo é controlada por uma região do cérebro chamada de hipotálamo, que funciona como um termostato. Em média, a temperatura de nosso corpo é ajustada em 36,5ºC que é a ideal para funcionamento de nosso organismo. Quando está mais quente, o hipotálamo libera calor e quando está mais frio, ele gera calor, necessitando muitas vezes de ajuda como ar-condicionado, cobertor, casaco, para manter a temperatura ideal do corpo humano. Quando somos invadidos por micróbios como vírus, bactérias, nosso organismo ativa as suas células de defesa ( glóbulos brancos) que vão lutar contra os microorganismos, produzindo substâncias que levam a produção de prostaglandinas, mediadores inflamatórios que ajudam a combater as infecções. As prostaglandinas são substâncias responsáveis pela presença de dor, edema, e quando alcançam o hipotálamo fazem com que este aumente a temperatura corporal, induzindo o nosso organismo a aumentar a sua temperatura., que, somente vai baixar quando as prostaglandinas pararem de atuar. Por isso se usa antitérmicos, antiinflamatórios, que são drogas que inibem a ação e eliminam as prostaglandinas da corrente sangüínea, e, conseqüentemente, redução da temperatura.
Causas – Podem ser causadas por: infecção por vírus, infecção bacteriana, drogas como antibióticos, antihipertensivos, anticonvulsivantes, queimaduras de sol, tumores, desidratação, insolação, reação adversa de algumas vacinas, ovulação, origem desconhecida, etc.- Sintomas – suor, tremedeira, dor de cabeça, dores musculares, perda de apetite, desidratação, astenia, letargia, etc. Quando a febre é muito alta, acima de 39ºC, poderá ocasionar convulsão, alucinação, irritabilidade, desidratação, taquicardia, taquipneia, etc. Diagnóstico – É clínico. Os mais experientes usam até o dorso da mão para fazer o diagnóstico se a pessoa está ou não com febre. Termômetro é o aparelho indicado para sua aferição. Laboratório e imagem também fazem parte do diagnóstico. Tratamento – Investigar a causa da febre, podendo dar antitérmico, antiinflamatório (não esteróide), banhos ou compressas de água fria, diminuir as roupas do corpo, manter hidratado, repouso, usar roupa de algodão, etc. Cautela no uso de AAS (ácido acetil salicílico). Descobrindo a causa, usar também a medicação específica.- Em crianças até cinco anos, febre alta poderá ocasionar convulsão. Fique atento.

Entrelinhas

***A novaesperancense Emília Ribeiro Arruda de Oliveira vence outra vez em sua categoria, a prova dos 8 km da Maratona Internacional de São Paulo, realizada domingo, 08 de abril. Parabéns Emília!***Em todo o mundo acontecendo manifestações contra a prisão de Lula, que, de mito a perseguido, passou a ser preso político.*** Jornais de todo o mundo divulgando a foto de Lula nos braços do povo que o aclamava, minutos antes de ser preso. É SURREAL, disse o autor da fotografia!***STF nega recurso extraordinário do Estado contra o acórdão do Tribunal de Justiça que reconhece a autonomia das universidades estaduais de Maringá (UEM) e Londrina (UEL). “Os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a primavera.” ( Che Guevara – 1928-1967 )

Não sou petista; não sou lulista; mas tento ser justo!

Não sou historiador, mas conheço relativamente bem a história do Brasil e posso afirmar que Lula foi um grande presidente de nosso país, reconhecido pelos pobres e pelas maiores potências do mundo como Estados Unidos, França, Alemanha, Itália, Rússia, Canadá, Dinamarca, Reino Unido, em toda América do Sul e Central, etc. O que Lula fez pelo povo e pelo Brasil nenhum outro presidente fez. Nem Getúlio Vargas que também foi um bom presidente. É uma discrepância falar tudo isso ao mesmo tempo em que Lula é preso, por receber propinas das construtoras Odebrecht, OAS e outras, como um sítio em Atibaia, um triplex (muito confusa essa história do triplex porque até agora não apareceu a escritura do imóvel em nome de Lula), desvio de dinheiro da Petrobrás, etc., etc. Quem mora no Brasil e acompanha a nossa história sabe que “o brasileiro gosta de levar vantagem em tudo” (Lei do ex-atleta Gerson quando fazia propaganda do cigarro Vila Rica) e desde a descoberta do Brasil pelos Índios, mas atribuída aos portugueses em 1.500, é que a Lei Gerson está em vigor. Só que um erro não justifica com outro erro. Se Lula roubou, roubou, merece cadeia, assim como merecia também José Sarney, Fernando Henrique Cardoso, Eunicio de Oliveira, José Serra, Geraldo Alckmin, Jair Bolsonaro, Aécio Neves, Collor de Mello, Romero Jucá, Renan Calheiros, Rodrigo Maya, Eliseu Padilha, Michel Temer (chefe da quadrilha de ladrões, segundo o procurador Rodrigo Janot) e tantos outros envolvidos em grandes maracutaias, corrupção, falcatruas, desse país. Mas é aí que está o fio dessa história toda da prisão de Lula. É por demais sabido que a perseguição implacável contra Lula e o PT feito pela mídia (leia-se Rede Globo que é assunto da emissora durante 24h), Sérgio Moro, parte do Judiciário, outros partidos, pelos ricos, etc., resume-se na popularidade de Lula, hoje com 42% das intenções de votos (segundo as pesquisas do Ibope e Datafolha), que ganharia essa eleição de 2018 para presidente com uma perna amarrada sobre qualquer outro candidato. Desde o golpe dado pelo PMDB, Rede Globo, parte do Judiciário, com apoio de PSDB, DEM, etc.. em cima da ex presidente Dilma Roussseff (PT) por causa das tais pedaladas fiscais (ninguém fala que Dilma roubou) é justamente para evitar que Lula voltasse ao poder após o mandato de Dilma. Hoje, são os neoliberais, os ricos, a grande mídia, que estão no poder. A história de Lula não acaba com a sua prisão porque muita coisa ainda poderá acontecer aí pela frente, assim como até hoje está viva em nossas mentes os diversos movimentos populares e militares no país como Canudos, Inconfidência Mineira, Inconfidência Baiana, 9 de Julho, Política do Café com Leite (culminando com a Revolução de 30), Farroupilha, Revolta da Chibata, Contestado, Camponeses, Palmares, golpes de 1964 e 2016 e outros.

Novela trás de volta o assunto bordel e sua função social!

Eu me recordo quando criança, as mulheres de um bordel eram reconhecidas na cidade por andarem de charretes enfeitadas, elegantemente trajadas, de longo, salto alto, chapéu, bolsa, carteira, etc. Também conhecido como prostíbulo, zona do meretrício, casa de tolerância, privê, puteiro, casa da luz vermelha, casa de prostituição, rendez vous, etc., o assunto bordel tem sido levado ao ar pela Rede Globo todas as noites através da novela “O Outro Lado do Paraíso”, mostrando com algum exagero, como funciona um bordel. Afinal, o que é um bordel? É uma casa onde mulheres (também chamadas de prostitutas) cobram por prestação de serviços de sexo. Bebidas e petiscos também são vendidos no local. No caso da novela, a palavra bordel inclui local onde se pode arrumar bons casamentos. Quem assiste a novela já observou essa colocação. No Brasil, a profissão de prostituta não é legalizada, apesar dessa profissão existir há mais de 2.400 anos antes de Cristo, ao contrário de outros países que a profissão é legalizada como Alemanha, Holanda, Áustria, Hungria, Equador, Uruguai, Suíça. Grécia, Turquia, Nevada (nos Estados Unidos onde há o maior centro de prostituição legalizada). Quando estive em Amsterdã (Holanda), cidade cheia de canais como Veneza (Itália), existe uma rua muita bonita, atração turística da cidade, as chamadas mulheres de vitrines. Elas são expostas como uma mercadoria numa vitrine de uma loja, em posições sensuais, falam holandês, inglês, francês, italiano, espanhol, cujos os valores para uma relação, são a combinar. Hoje, no Brasil, a denominação de prostituta é um nome muito forte, vulgar. Preferimos falar garotos e garotas de programas. Qual seria a função social de um bordel? Se você analisar ao pé da letra, a função social de um bordel é proporcionar sexo para homens que não tem companheiras, namoradas ou que preferem iniciar a vida sexual orientada por uma profissional do sexo ou ainda proporcionar ajuda a mulheres que não tem outra forma de sustento, ou mesmo moradia (seria um auxílio moradia?). Segundo estatísticas, os bordéis diminuem o número de estupradores, pedófilos e psicopatas sexuais.